No modelo de cortejo bíblico, a pureza sexual da filha é protegida pelo pai. Ele é seu guardião permanente. Esse ofício ele recebeu de Deus. No modelo moderno de namoro recreativo, alguns graus de atividade sexual são esperados, desde que não se chegue “até o fim”, e o responsável por definir esses limites é o próprio casal — o que geralmente significa que a mulher é quem carrega o peso da responsabilidade. Espera-se que ela diga não, se quiser deter os procedimentos eróticos do namorado, enquanto o sujeito geralmente espera conseguir tudo o que puder. 

Douglas Wilson - "Sua filha em casamento".

 Weliton de Eça

 

Presbítero na Igreja Reformada de Brasília. Colabora com a CLIRE desde de 2014. Formado em Teologia e Tecnologia da Informação. Casado com Arielle e pais de Elisa, Joel e Esdras.